02 julho 2017

Las Chicas del Cable: É importante assistir

Foto: Netflix

Preciso começar desabafando que no início quando eu vi essa série eu não tive o MENOR interesse em assistir, era uma daquelas que você vai passando pelo catálogo da netflix e você não dá a miníma, porém sabe que está lá. Eu tive que receber várias indicações de amigas minhas, algumas até encheram BASTANTE a minha paciência, e visto que valia a pena assistir eu iniciei... e devorei toda a primeira temporada em UM DIA. Essa foi a primeira série original da netflix em espanhol e o melhor de tudo: Ela vem recheada de empoderamento as mulheres. Quem curte bastante filmes ou séries com temas feministas realmente vai se prender nessa história da mesma forma que aconteceu comigo.

As Telefonistas narra a história, em 1928, de quatro mulheres que vivem em Madri e são empregadas de uma empresa telefônica e realmente sem nenhum motivo aparente, apenas o destino, acabam por se tornar amigas e se entenderem nas lutas que cada uma tem que lidar todos os dias. O quarteto é composto por Lidia/Alba, Carlota, Marga e Angeles que nos mostram o quanto o feminismo é importante e como a nossa luta se iniciou há muito tempo atrás e que ainda temos muita coisa pra lidar hoje em dia ainda, infelizmente.

Foto: Netflix


A série conseguiu juntar quatro personalidades, vidas e experiências totalmente diferentes e conseguir dar para o telespectador todas as faces de como é ser mulher. Em como a liberdade parecia ser algo impossível de ser alcançado pelo fato da sociedade apenas nos verem como donas de casa e mães, não tínhamos o direito de ter sonhos ou ambições e pra conseguir o que queríamos tinha de ir contra todas as normas de uma sociedade totalmente atrasada e chauvinista além do fato que para termos um futuro tínhamos que viajar para longe da nossas famílias.

Sem falar que em todos os episódios da primeira, e até o momento única, temporada nos proporciona uma chuva de consciência e que nunca é tarde ou cedo demais para o nosso autoconhecimento seja profissionalmente, financeiramente ou até mesmo sexualmente. Então digo a vocês, se alguém além dessa postagem, indicar essa série para vocês assistirem, ASSISTAM.








E me desculpem a demora a atualizar aqui, é bastante complicado arrumar tempo agora para me atualizar e trazer coisas novas pra vocês tendo que estudar e trabalhar.

30 maio 2017

RESENHA: GIRL BOSS

Autora: Sophia Amoruso
Páginas: 247
Ano: 2014
Editora: Seoman
Nota: ★★★★
     Sinopse:
Sophia Amoruso passou a adolescência viajando de carona, furtando em lojas e revirando caçambas de lixo. Aos 22 anos ela havia se conformado em ter um emprego, mas ainda estava sem grana, sem rumo e fazendo um trabalho medíocre que assumiu por causa do seguro-saúde. Foi aí que Sophia decidiu começar a vender roupas de brechó no eBay. Oito anos depois, ela é a fundadora, CEO e diretora criativa da Nasty Gal, uma loja virtual de mais de 100 milhões de dólares, com mais de 350 funcionários. Além da história de Sophia, o livro cobre vários outros assuntos e prova que ser bem-sucedido não tem nada a ver com a sua popularidade; o sucesso tem mais a ver com confiar nos seus instintos e seguir a sua intuição. Uma história inspiradora para qualquer pessoa em busca do seu próprio caminho para o sucesso.




Antes de comprar o livro eu já estava com expectativas a mil em relação a tudo e como a Sophia Amoruso iria contar o seu “segredo”. Desde que comecei a ler as primeiras páginas eu já estava vidrada e eu só interrompi a minha leitura naquele momento pois eu precisava descer do ônibus se não iria me atrasar pra o meu próprio trabalho, o que não seria ético como uma aprendiz de #GIRLBOSS. Como a própria Sophia comenta no início do livro, essa leitura me ensinou como eu devo aprender com meus próprios erros e com os erros dos outros. Me ensinou quando eu devo parar e quando eu devo pedir mais. Me ajudou a identificar as minhas fraquezas e como eu devo usar meus pontos fortes e bom me deu uma lição de como a vida tem uma certa ironia. Devo comentar antes de tudo que eu irei postar vários trechos ou quotes da Sophia que eu realmente achei esplêndidos e tão inspiradores que vocês irão querer salvar no bloco de notas do celular.  

“Enquanto você está lendo isto, tenho três conselhos que quero que você lembre: Nunca vire gente grande. Não vire uma pessoa chata. Nunca deixe o Sistema te dominar. OK? Beleza. Então vamos começar."



A Sophia por meio desse livro me mostrou como realmente alguém é responsável pela própria vida e que ela consegue o que ela quer porque trabalhar para isso. Mostra como a jornada para se tornar aquilo que realmente queremos exige que não só que você tem que se adaptar a várias situações como na maioria das vezes essas situações influenciam no caminho em que você vai acabar por seguir depois de qualquer experiência. Eu achei incrível a maneira em como ela assumiu o controle das coisas e aceitou a responsabilidade. Ela me ensinou como eu devo me ouvir, quando eu devo abandonar os hábitos que só me prendem e me fazem andar pra trás, e quando você põe a mão na massa as coisas realmente começam a sair de um jeito melhor. Nem sempre as coisas irão sair como planejado mas que talvez saiam tão boas que te deixem satisfeita com o caminho que aquilo tomou.

Durante todas as páginas é mencionado diversos assuntos em que eu me identifiquei TANTO com a própria Sophia que nunca chegaria a imaginar que alguém tão GIRLBOSS como ela poderia ser tão gente como a gente e continuar sendo mesmo depois de tanto tempo (e dinheiro). Ela não só "mostra" como também ensina como lidar com as pequenas frustrações até as maiores que nos seguram de agir como queremos agir. É definitivamente um livro feminista em que a autora encoraja as meninas que leem ser quem quiserem e mostrar que o nosso lugar no mundo não depende do que os outros acham de você e sim do que você acha de você mesma e do que é capaz. 


Eu tentei trazer um pouquinho do quanto esse livro é incrível sem dar spoilers pra vocês que querem ler ou que vão querer depois dessa resenha. Além de ter dicas incríveis de como você deve lidar com coisas do trabalho ou faculdade, também nos proporciona saber um pouco até de experiências que talvez nenhum de nós passou ou vai passar na vida.


E pra finalizar com chave de ouro.
“Às vezes você descumpre as regras, às vezes você obedece, mas nas condições que você estabelece. Você sabe onde vai, mas não consegue ir sem se divertir no caminho. Você valoriza mais a honestidade que a perfeição. Você faz perguntas. Você leva a vida a sério, mas não se leva a sério demais. Você vai ter que dominar o mundo e modifica-lo no processo. Você é f*da.”



19 maio 2017

#RESENHA: O Chamado do Cuco

Autora: Robert Galbrait (J.K. Rowling)
Páginas: 447
Ano: 2013
Editora: Rocco
Sequência: O Bicho-da-Seda
Nota: ★★★★
Sinopse:
Depois de perder sua perna em uma mina no Afeganistão, Detetive Cormoran Strike investiga o suicídio de uma supermodelo, pensando estar apenas tocando sua vida como investigador privado.Strike conseguiu um cliente e os credores o estão chamando. Ele também terminou com sua namorada de longo prazo e está vivendo em seu escritório. Então, John Bristow passa por sua porta com uma história impressionante: Sua irmã, a lendária modelo Lula Landry, conhecida por seus amigos como Cuckoo, notoriamente havia morrido alguns meses atrás. A polícia julgou como suicídio, mas John se recusa a acreditar nisto. O caso liga Strike com o mundo dos belos milionários, namorados rockstars e designers desesperados, e isso o introduziu a todas as mais diferentes formas de prazer, tentação, sedução e ilusões que o homem conhece.

foto: tumblr



Fiquei meio perdida por onde começar uma resenha de livro porque eu já sou tão acostumada a falar de um filme ou uma série que eu tento encaixar todas as sensações e a história do livro em uma tacada só, então me perdoem se não ficou do jeito certo mas na próxima será bem melhor haha. Uma das minhas coisas favoritas, e também mais clichê, dos livros de suspense é a forma como a história consegue envolver o leitor do início ao fim e que na maioria das vezes o final acaba te surpreendendo de uma forma que você só consegue imaginar em como aquilo que aconteceu foi possível e bem “debaixo do seu nariz”. O Chamado do Cuco foi um livro escrito pela incrível J.K. Rowling usando um pseudônimo Robert Galbraith no qual pelo que eu pesquisei apesar do sucesso com seu verdadeiro nome ela gostava de saber que outro livro seu também fizera sucesso e simplesmente curtia o anonimato.

O livro conta a história de uma supermodelo, Lula Landry, que teve uma das mortes mais chocantes do país, e aparentemente tudo apontava que Lula cometeu suicídio. Então é quando John, irmão mais velho de Lula, decide contratar um detetive particular chamado Cormoran Strike que antes de se tornar detetive era um soldado no Afeganistão que teve a sua perna explodida em uma mina. O irmão de Lula alega com toda a certeza do mundo que a irmã não se mataria e que a morte dela foi um assassinato. Strike decide investigar não só pelo dinheiro que estava ganhando, mas algo na história lhe deixou extremamente curioso e mais instigado depois de algumas descobertas e isso é o que deixa a leitura do livro mais interessante. Você começa a devorar todas as partes e descobrindo uma coisa atrás da outra, um suspeito atrás do outro e no fim de tudo você se surpreende de uma forma que você nem imaginava que a história ia tomar aquele rumo.

Eu juro que eu achei o personagem tão brilhante, mesmo que os outros e até eu mesma no início do livro tenha duvidado da capacidade dele, ele reparou no detalhe dos detalhes, reparou em hábitos, personalidade e o melhor de tudo descobriu toda a história por trás da morte de Lula. Isso me mostrou que eu sou uma PÉSSIMA detetive e que tenho que ralar muito pra chegar no nível Sherlock Homes. Uma das coisas mais legais do livro também é que no meio do suspense todo você acaba por saber um pouquinho da história de cada personagem e de como ele chegou até ali e eu acho isso tão importante porque me faz sentir mais próxima deles sem tirar o foco do suspense. J.K. mais uma vez mostrando que sabe como escrever uma boa história. Eu apesar de não ser uma grande fã de Harry Potter eu digo que O Chamado do Cuco se tornou meu livro favorito da Rowling, só carrego elogios. Eu fiquei até ansiosa pra ler os outros livros em que Strike resolve outros crimes tão bons quantos o caso de Lula.

14 maio 2017

O Merecimento de O Quarto de Jack

Foto: UOL Cinema

Eu já pensava há alguns dias em fazer um post sobre esse filme mas eu não sabia como me posicionar direito sobre o que eu ia falar e esses dias eu estava em um desses sites sobre filmes e séries em que as pessoas costumam postar comentários sobre o que acharam das obras e coisas do tipo. Não sei o motivo mas quando eu entrei nos comentários do filme O Quarto de Jack eu me surpreendi que muitas pessoas reclamando que o filme faltava algo ou que também deveria mostrar a história pela perspectiva do sequestrador. Desse jeito eu juro que tentei ficar quietinha e não entrar nesse assunto mas eu não consigo.

Pra quem ainda não assistiu o filme vou fazer uma breve explicação sem dar spoilers (ou muito deles): O Quarto de Jack conta a história de uma mãe (Joy ou Ma) e seu filho Jack, eles moram em um simples quarto e desde início do filme você consegue notar que Jack sempre viveu toda a sua vida dentro daquele quarto e que as únicas coisas que ele conhecia era o que tinha dentro do espaço onde vivia e também o que assistia na TV que na maioria das vezes ele achava que não existiam. No meio de toda as cenas em que Joy mostra que é uma mãe incrível em que faz tudo pelo filho acabamos por descobrir que ela foi sequestrada há 7 anos e que Jack é filho do sequestrador, e também estuprador, e ela faz de tudo pra que não aconteça nada de ruim com ele lidando com o fato de ter que mascarar seus sentimentos e todo seu sofrimento de estar vivendo confinada em um lugar que ela não faz a mínima ideia de onde fica.


Foto: The NY Times


Uma das coisas que mais me tocou enquanto eu assistia o filme na sala do cinema era a forma como o diretor tratou um tema tão delicado e doloroso de uma perspectiva tão doce e encantadora que era a de Jack, o que sem dúvidas o ator Jacob Tremblay interpretou de uma forma que não existe palavras que descrevam como ele foi excepcional principalmente por em alguns momentos a inocência do personagem ser tão grande que nós fazia esquecer por meros minutos tudo de ruim que estava acontecendo ao redor. Não posso deixar de lado, é claro, a atuação esplêndida da Brie Larson que definitivamente entrou pra lista das minhas atrizes favoritas, a Brie entrou na personagem de uma maneira que nos fazia sentir como era difícil pra personagem em estar ali e fazer tudo aquilo.

O filme me fez refletir na vida, e me surpreendeu bastante em pensar até onde vai os seres humanos seja por uma coisa ruim, como o sequestro de Joy, mas também até onde ela foi pra cuidar, amar e literalmente dar a própria vida pelo filho e não deixar que ele tivesse já uma perspectiva ruim de viver. Então sim, o Quarto de Jack merece todo o reconhecimento que teve durante sua estréia, as indicações e os ganhos de prêmios, como o Oscar, por tratar de um tema que é de suma importância ser relatado na sociedade e por um ponto de vista em que as pessoas não estão acostumadas a imaginar. Uma história angustiante com um desfecho que te deixa sem palavras. Esse filme definitivamente vai ficar pra sempre na minha lista de melhores filmes! Obrigada Lenny Abrahamson pela direção e elenco que parece que foram feitos pra história e Emma Donoghue pelo roteiro e história que merecem o devido reconhecimento.

Foto: Divulgação


Eu decidi fazer esse post em especial ao Dias das Mães já que a Joy foi uma mãe maravilhosa pro Jack durante todo o filme. Vocês que já assistiram ao filme me contem o que acharam, se vocês tem a mesma opinião que eu ou é diferente. E vocês que ainda não assistiram espero que depois desse post o interesse de vocês tenham surgido ou aumentado porque eu digo que realmente vale a pena assistir!

10 maio 2017

Os filmes musicais que TODO MUNDO deveria assistir

Foto: Film-Cine


Como uma boa cinéfila eu deveria me envergonhar em dizer isso: o meu catálogo para filmes musicais é bem limitado! Mas antes que alguns de vocês loucos por filmes musicais me crucifiquem: Eu era um pouco ignorante com as histórias dos filmes musicais por achar que era só música o filme inteiro, e acredite em mim, eu levei um tapão na cara e percebi que havia milhares de filmes musicais incríveis e ando até assistindo mais alguns! Juro eu ainda estou flertando com filmes musicais, quem sabe em breve não role um romance...
Eu tentei trazer um pouquinho dos filmes que eu sei as letras e até mesmo as danças... E olha que nem dançar eu sei!  Devo avisar-lhe antes de terminar de ler esse post: Está recheado de lembranças.



A Escolha Perfeita (Pitch Perfect)

Engraçado que a primeira vez que eu assisti esse filme foi em um aniversário surpresa da prima da minha melhor amiga, parece até conversa de vó que cita toda a árvore genealógica mas eu digo que tenho um propósito, e desde primeiro momento que começou todas os covers, as performances... EU ME APAIXONEI! Eu já perdi as contas de quantas vezes eu já assisti esse filme e de quantas vezes eu fiz a minha mãe assistir comigo que acabou se tornando um dos filmes favoritos dela. A cada cena do filme é uma perfomance diferente e mostrando necessariamente que não precisa de uns passos de dança pra cena ser excepcional. Foi a partir desse momento que eu vi a atuação e a voz maravilhosa que a Anna Kendrick possui e claro que não só ela né mas a Brittany Snow e a Rebel Wilson que entraram na minha lista de atrizes incríveis com dons, mais incríveis ainda, musicais!




Moulin Rouge: Amor em Vermelho

Eu sou suspeita a dar alguma opinião desse filme porque mesmo sendo musical ele é simplesmente um dos meus favoritos do mundo inteiro. Eu já começo falando que o filme tem a Nicole Kidman como uma das protagonistas em uma atuação impecável e ainda o bônus ELA CANTANDO E DANÇANDO no filme. Moulin Rouge não tem bem o tipo de história que me atrai, conta a história de um famoso bordel em Paris de dançarinas sensuais da época boêmia e um poeta acaba se apaixonando pela estrela desse bordel e é onde toda a história se incia. Com músicas e covers mais do que incríveis e danças melhores ainda... Se você ainda não assistiu eu deixo a maior das minhas recomendações pra que ASSISTA! Vou deixar até uma das (porque não da pra escolher apenas uma) minhas cenas favoritas pra vocês...




Mamma Mia

Se algum dia da sua vida você nunca ouviu falar desse filme então realmente você não conhece absolutamente NADA não só de musicais mas como de filmes no geral. Mamma Mia é a mistura de musical com comédia romântica mais inesquecível do mundo! Ainda tem como Meryl Streep me fazendo ficar mais apaixonada por ela, Amanda Seyfried mostrando que não é só uma atriz excepcional mas uma cantora também com o bônus das melhores músicas, romance, amizade e uma história que apesar de pra alguns parecer clichê eu lhe digo que é a peça final do pacote maravilhoso que esse filme é. Eu tentei escolher uma cena favorita mas eu amo quase todas. You can dance, you can jive... Having the time of your lifeeeee!




High School Music 1,2 e 3

Vai dizer que HSM não marcou nenhum momentinho da sua infância? Encontrar alguém que diga isso é literalmente como encontrar uma agulha no palheiro, sério. High School Musical é aquele clichêzinho da Disney mas que nos faz dançar e cantar como se não houvesse amanhã, e sinceramente? EU AMO ISSO. Tão cheio de coreografia, roupas e personagens que todo mundo já quis ser algum deles um dia. Eu não saberia escolher de todos os filmes qual é o meu favorito, afinal, não faz o menor sentido essa pergunta não é mesmo? Todos são favoritos, todos são tão únicos e tão nostálgicos que seria um pecado escolher apenas um.


Camp Rock 2: The Final Jam

Me perdoem os fãs de Camp Rock na infância (ou até hoje em dia mesmo), o primeiro filme tem um lugar especial no meu coração mas.. O segundo tem danças e músicas TÃO originais que eu realmente não resisti e tive que trazer pra esse post. O filme é tão recheado de perfomances esplêndidas de ambos acampamentos que não dá pra ter raiva de toda a competição e você ainda consegue perdoar a historinha clichê que se desenvolve o filme todo. Pra ser honesta eu tenho as músicas de CR2 no meu celular até hoje, o apego é real, eu sei que faz muitos anos mas eu sugiro que nesse fim de semana vocês tirem umas horinhas do dia de vocês pra rever CR2 e apreciar comigo o quão legal esse filme é.




La La Land


Acho que não tenho muito o que explicar sobre La La Land não é mesmo? Esse filme é uma obra prima. Ouvi várias pessoas me falaram que era um filme chato, cansativo, repetitivo e digo a vocês queridos leitores... Estão todos errados. O filme mostra o quanto é difícil sonhar e como aparecem obstáculos para se alcançar esse sonho, de como a realidade é dura e na maioria das vezes quando a realidade bate em nossa porta querendo nos fazer desistir, faz parecer que todas as ações até aquele momento não foram válidas. Se algum ser humano em sã consciência tem uma vida tão chata ao ponto de falar que realizar um sonho é chato e repetitivo então tem algo de errado com ele. Devo acrescentar que a indicação ao Oscar foi muito bem merecida e mais do que isso foi a Emma Stone ganhar o Oscar de Melhor Atriz, atuação impecável não só nesse filme. Se vocês ainda não tiveram a chance de assistir esse filme... Não tenho mais nada a dizer além de assistam, não irão se arrepender!


Teen Beach Movie

Juro a vocês que esse é o último filme da Disney que eu coloco nesse post. Mas era necessário! Teen Beach Movie apesar da história ser bem fraquinha e tão tradicional as suas danças, criatividade e músicas são tão legais que eu não resisto quando eu vejo que está passando esse filme na TV, eu simplesmente paro tudo que estou fazendo e sento (ou tento pois começo a dançar) no sofá pra assistir. Apesar do segundo filme ter acabado com as expectativas que eu tinha dele, assim como eu tive com pitch perfect, também é legal... mas garanto não chega aos pés do primeiro. Assistam!


My Fair Lady

Eu acho que a grande maioria de vocês nunca assistiu esse filme por ele ser MUITO antigo. Mas eu tenho uma queda por filmes antigos, principalmente aqueles em que a Audrey Hepburn atua, e esse pode não ser um dos meus favoritos admitindo o fato que eu achei algumas cenas do filme bem desnecessárias considerando a época em que foi gravado... Mas os figurinos, cenários e a atuação da Audrey Hepburn nesse filme está impecável.





Eu queria poder colocar mais filmes nessa lista mas nem todos que eu já assisti eu me agradei. Se vocês tiverem dicas de musicais pra mim, podem deixar nos comentários eu vou adorar. E vocês que ainda não assistiram nenhum desses filmes, o que eu particularmente acho difícil, eu sugiro que assistam o mais rápido que puderem e me contem o que acharam. E vocês que já assistiram me digam as opiniões de vocês de cada filme que já assistiram... Eu adoro compartilhar experiências com filmes!
Falando em musicais, confira a nova playlist da semana e enjoy it!

05 maio 2017

#TOP5: Personagens Fofos das Séries de Comédia

Foto: IMBd

 O mais legal das séries de comédia além de fazer todo mundo que assiste quase fazer xixi nas calças de tanto rir é nos fazer apaixonarmos pelos personagens que sejamos honestos... nunca iremos conhecer alguém parecido na vida! Sério gente, eu não sei o que eu tenho com séries de comédia que eu me apego a TANTOS personagens e a sensação que eu sinto é a mesma de quando você compra um cupcake tão lindo e fica com pena de comer? Essa mesma. Eles são uns cupcakes em forma de personagens e a cada episódio você só se apaixona mais e mais! Deixando claro que a ordem dos fatores não altera o produto. 



1. Tracy McConnell de How I Met Your Mother

HIMYM não é a minha série de comédia favorita mas tivemos bons momentos juntas. Acho que depois de DOIS ANOS do final da série eu posso simplesmente soltar aquele spoiler maroto não é mesmo? Então vamos lá. Nunca imaginei que acabaria me apaixonando por uma das personagens teve menor aparição na série, tirando as outras participações especiais, e que durante todas as primeiras oito temporadas era simplesmente apelidada de "mother". Mesmo os criadores da série, me desculpe o palavriado mas, cagaram no fim da série e acabaram com toda a chance que eles tinham de ter um final chave de ouro matando uma das personagens MAIS fofas da série realmente me deixa pouco revoltada. Tracy é sem igual: ela é gentil, engraçada, linda, inteligente e tão espontânea que a Cristin Milioti, atriz que atua no papel, fazia isso com uma naturalidade que deixa você de boca aberta e olhos brilhando.

Foto: huffingtonpost



2. Jessica Day de New Girl

Quem já teve o prazer de assistir New Girl, eu digo que é impossível que você assista a série e não goste nem um pouquinho se quer da Jessie. Ela é a personagem mais forte, dedicada e extremamente engraçada que eu já conheci e ainda o bônus de proporcionar cenas tão únicas e que você se identifica tanto que parece coisa fora do normal. Admitindo que eu só comecei a assistir a série pela minha pequena paixão pela Zooey, e fiquei mais de cara ainda quando eu consegui só me apegar mais e mais... a Jessie. Ela tem um estilo único e uma personalidade que você só consegue imaginar que ela é um anjo. Afinal quem não queria uma namorada tão engraçada quanto ela e uma amiga pra todas as horas e literalmente todos os momentos na sua vida? Todo mundo, eu garanto. God bless you Zooey Deschanel.

Foto: The AV Club



3. Phoebe Buffay de FRIENDS

As pessoas que me conhecem depois de lerem esse post vão TOTALMENTE estranhar pois coloquei a Phoebe em vez da Mônica, quem eu sempre nomeio como minha personagem favorita de friends, mas eu tenho que admitir a Mônica é incrivel mas a Phoebe é a personagem MAIS APAIXONANTE de friends. Primeiro de tudo FRIENDS é uma das séries de comédias mais incríveis que eu pude assistir e é a minha favorita! A Phoebe tem um jeitinho único e tão engraçadinho que você só tem vontade de colocar em um potinho e proteger de todo o mundo. Além de engraçada, amiga e irmã pra todas as horas, aspirante a cantora e ainda é criadora de um single tão famoso quanto as suas piadas durante os episódios... smelly cat. I love you Phoebe!

Foto: Google



4. Max Fuller de Fuller House

Fuller House não foi definitivamente uma série que entrou pra minha lista de favoritos depois que eu terminei de assistir as suas 2 temporadas mas o Max me conquistou de um jeitinho que não tem explicação. Ele é a criaturinha em forma de personagem mais fofa do mundo inteiro, ele é tão charmosinho, engraçado, inteligente e ainda rende risadas de quem assiste a série! Ele é basicamente considerado o bebê da mamãe e meu também, é impossível assistir e não querer entrar pela tela e roubar esse garoto pra si.

Foto: IMDb


5. Marshall Eriksen de How I Met Your Mother

Sabe toda aquela minha teoria no início do post da sensação que eu sinto a cada personagem fofo de série de comédia que eu acabo me apaixonando? Então essa teoria se aplica 100% a Marshall de How I Met Your Mother. Desde primeiros episódios eu sempre achei Marshall o personagem MAIS INCRÍVEL da série. Ele é um verdadeiro "ursão" de pelúcia, uma personalidade tão excepcional que junta todo seu romantismo, inteligência, parceria e defensor do meio ambiente de uma forma tão verdadeira que ele luta pra poder chegar no cargo onde ele possa defender seus ideais. De longe em todos os episódios da série, ele foi o personagem que não era machista, não fazia piadas escrotas, e ainda tratava as mulheres com uma delicadeza que lhe era natural. Além de claro ter sido um verdadeiro príncipe na vida real das séries pra Lily, que nem sempre merecia. Marshall você vai me fazer tanta falta. 

Foto: Google


Estou tentando introduzir essa tag #top5 no blog porque eu acho a ideia que eu tenho dela bem legal e eu espero que vocês gostem. Me diz ai.. qual os personagens mais fofos que vocês acham das séries de comédia?


03 maio 2017

10 motivos pelos quais você precisa assistir Bones

Foto: SpoilerTV

 Bones é uma série de TV americana transmitida pelo canal da FOX que retrata casos de assassinatos de corpos, que sobraram seus ossos como restos mortais, resolvidos pela antropóloga forense Dra. Brennan, o agente do FBI Seeley Booth junto com a equipe da cientista no Instituto Jeffersonian. Além dos casos cada vez mais interessantes a série mostra a convivência, amizade e romance entre os personagens que deixa você cada vez mais apaixonado! 


1. Temperance Brennan (Bones)

Em primeiro lugar quero ressaltar que a Temp é a minha personagem favorita de todas as séries que eu assisto/já assisti. Motivos? Irei explica-los. Brennan tem uma história de vida que não é qualquer um que consegue lidar e se tornar um adulto com um caráter tão único como o dela. Ela e o irmão foram abandonados pelos pais quando era adolescentes e um tempo depois descobrem que a mãe morreu. Aparenta ser uma pessoa fria mas no fundo eu garanto o quando ela é espontânea além de um gênio da ciência. Com o passar de alguns episódios é possível notar que todo esse comportamento é a sua forma de proteger seus próprios sentimentos e o medo de se machucar como se machucou em seu passado.

Ela é incrível, mesmo tendo passado por tanta coisa em sua vida, Temperance opta por resolver todos seus casos finalizando da melhor forma possível e ajudando a família das vítimas a ter um encerramento, que ela nem própria teve em seu passado. A cada episódio que se passa ela só mostra sua excepcionalidade mesmo tendo uma habilidade social bem limitada que consequentemente ela não conhece gírias, não entende ironias ou sarcasmos e leva as palavras ao pé da letra o que chega a ser de um certo modo engraçado.

créditos: tumblr


2. Igualdade de Gênero

Uma das coisas que eu mais AMO na série é que ela mostra personagens femininas que são bem-sucedidas, poderosas e inteligentes sem todo o "auê" com problemas de machismo, é um ambiente onde elas simplesmente são mulheres com qualidades excepcionais. Como deveria ser na vida real.
Além da série mostrar que existem funções que não podem ser simplesmente só coordenadas por uma mulher ou só por um homem e sim que os dois trabalhando juntos podem obter resultados as vezes que não seria possível de se obter sozinho.
créditos: tumblr


3. A Dinâmica da Série

Cada vez que você assiste um episódio de bones consegue notar toda a formação da história, efeitos e cenário juntando com pessoas que possuem personalidades, funções e pensamentos diferentes para conseguir resolver um caso e por si só cada um automaticamente consegue cumprir com sua parte sem um querer ser melhor ou mais inteligente que o outro, apesar da Brennan em algumas cenas aparentar ser assim, e no fim eles conseguem todo mundo contribuir para o resolvimento do caso. É genial!


créditos: tumblr


4. Você aprende algo

Bones já recebeu prêmio de Ciência em uma série de tv, e claro, o show em si temos a experiência de aprendizagem mas são os pequenos detalhes a cada episódio que são muito valiosos (no sentido acadêmico) e existem coisas que você nem deve ter aprendido na escola mas vai aprender assistindo a série. Além das palavras, casos, experimentos e todas as situações que acabamos por aprender assistindo a série. Dra. Brennan nunca deixa de lado o quanto é essencial o valor da aprendizagem e o quanto é importante você continuar estudando ao longo dos anos mesmo já trabalhando na profissão que estudou pra exercer.


créditos: tumblr

5. Serial Killers

Uma das coisas mais fascinantes em suas histórias são o que têm através de todas elas. Por todas as temporadas nós presenciamos casos que sinceramente se você parar pra pensar faz todo o sentido porém ninguém imaginaria tamanha criatividade para uma série de tv. Tendoexemplos com assassinos canibais, assassinos fantasmas, hackers que conseguem fugir de uma prisão domiciliar e conseguem controlar várias coisas com um simples computador e existe até uma mulher que enterra pessoas vivas para pedir resgate milionário, quem iria imaginar?

créditos: tumblr

6. A ciência atuando de várias formas 

Acho incrível a forma como eles retratam a ciência presente em quase todas as cenas do seriado. A ciência está quando a Dr. Brennan encontra um corpo onde leva para o laboratório para identificação, quando Jack denomina quando a vítima foi morta só por saber quais insetos ou esporo e minerais encontrados no corpo, quando Angela faz a reconstrução facial da vítima atrás apenas do crânio e as vezes só com uma parte dele. Sem palavras!


créditos: tumblr


7. Cenas bem feitas

A criatividade na série rola a solta e isso é ainda melhor e te deixa mais estimulado a devorar todas as temporadas. Existem todo tipo de caso que você pode imaginar... Ossos que são encontrados em um lixão, em um parque, que estão contaminados com alguma substância química e até mesmo casos em que eles não precisam necessariamente estar tocando nos ossos para descobrir evidências!

créditos: tumblr


8. Personagens Incríveis

Não é necessariamente uma regra e sim um fato de que se você assistir a série você vai acabar se apegando a um (ou a vários) personagens. Todos eles tem uma dinâmica incrível na série, são bem desenvolvidos e até os que não estão mais presentes existe um certo apego. Afinal quem não gosta de um bom mistério e uma boa aventura tudo junto não é mesmo?

créditos: tumblr


9. Amizades Verdadeiras

Quem já assistiu a série pode claramente notar que no requisito amizade a história é recheada de amizades maravilhosas que na maioria das vezes não existe uma explicação.. Ela simplesmente só acontece. Assim como a amizade de Brennan e Angela, existe a de Booth com Sweets e Hodgins, e até mesmo do próprio Hodgins com a Brennan. As diferenças na personalidade mostrando que é um mero detalhe perto do que se pode viver em uma amizade incrível.

créditos: tumblr

10. Brennan & Booth (B&B)

Eu realmente fico procurando as palavras certas para explicar o quanto a Brennan e o Booth são um casal ESPLÊNDIDO! Sério, foram várias temporadas pra eles finalmente ficarem juntos em um relacionamento mas antes mesmo deles se imaginarem como casal eles já agiam como casal, o que é realmente uma graça. O jeito como eles dão suporte um ao outros nos momentos mais bad (e põe bad nisso) da série, a forma como o Booth ama cada mero detalhe da Brennan e como eles cuidam um do outro é a coisa mais linda desse mundo. O relacionamento deles é tão sólido que o casamento é um dos meus episódios favoritos, além de se tornarem pais de uma das personagens MAIS FOFAS da série que é a Cristine. Eles são um dos casais que eu colocaria na lista de #goals porque uma relação pura e genuína desse modo não se encontra em qualquer esquina.

créditos: tumblr


Se você que já assistiu a série entende completamente do que eu estou falando. E você que ainda não tirou um tempo da sua vida pra assistir essa série, realmente está perdendo coisas incríveis! Foram 12 anos muito bem trabalhados. Eu vou sentir muita falta de Bones!